quarta-feira, agosto 25, 2010

Oferece-se cérebro em bom estado! Pouco (ou nenhum) uso!

Sim senhor!!... E vai muito bem servido.

A pessoa que está a desfazer-se do seu (por total falta de necessidade do mesmo) garante que nunca foi utilizado!!! Está em óptimo estado de conservação!

Após a operação (segundo fui informado por quem é mais entendido que eu nestes assuntos) a pessoa que doa o cérebro pode:

1º- Perder faculdades mentais (como é que se perde o que nunca se teve?);
2º- Claudicar e babar-se como um charroco (e a novidade é???);
3º- Dizer incongruências ou mesmo não conseguir articular palavras (argrnnn... unfff... blarchhh. Ok. Também já acontecia.);
4º- Em caso grave pode ficar em coma para o resto da vida (o que neste caso seria uma melhoria do estado geral...).

A pessoa que receber o cérebro têm que perder algum tempo a exercitar o mesmo. Foram muitos anos sem uso e por conseguinte o dito pode encontrar-se um pouco hipo-atrofiado.

Mas com alguma ginástica mental a coisa pode chegar a bom porto.

A todos os interessados é uma questão de deixarem o vosso contacto nos meus comentários. Eu faço chegar o vosso interesse à pessoa que quer "despachar" o cérebro.

Peço, no entanto, que sejam breves... É que a pessoa em causa anda perdida (se é que alguma vez a dita se encontrou na vida).

3 comentários:

* Finding_Neverland * disse...

Já tive um exemplar desse género nas minhas delicadas mãos. Foi um "foge a sete pés, Lélé, que o cérebro vai rebentar a qualquer momento e és bem capaz de ficar sem o teu em menos de três tempos", que nem te conto. [e ainda dizem que somos ingratos por não recebermos "coisas" grátis. Lol].

LuV u Bá!

Ricardo Correia disse...

Tás a ver como tu sabes!!! É mesmo melhor fugir a sete pés...

Dá-lhe Lélé...

Amo-te

* Finding_Neverland * disse...

Dou-lhe?!? O meu nobre e mui afamado cérebro?!? Isso não. É frito, mas é meu e só meu. Loool
Quando muito posso oferecer de bandeja a pilita de ouro. :D