quarta-feira, junho 02, 2010

Devaneios (ou fritanços)

Xiça...

Hoje acordei com uma neura que nem o meu cão atura!!! Ando capaz de explodir com tudo e com todos. Bem tento engolir em seco e fazer descer os sapos que tenho que engolir mas os "sacanas" têm garras e seguram-se bem.

É triste quando vemos os nossos esforços a desapareceram à frente dos nossos olhos. Ver que o que estamos a fazer é levado pelo vento...

Só me faz lembrar a história do agricultor. Cuida do pasto, alimenta-o e rega-o todos os dias... vem uma vaca qualquer e leva tudo o que fizemos até ai!...

Raiva.

O pior é quando o raio do agricultor não faz nada para enxotar a vaca e fica a espera que os outros façam as coisas por ele...

1 comentário:

Dulce disse...

Olá Ricardo, vejo que de repente a noite ficou mais escura por esses lados, porém, até a noite tem milhões de luzinhas pequeninas a abrilhantar o nosso caminho...segue-as com os olhos e verás que a mente acalma e tudo fica mais bonito.

Força amigo e um abraço em Cristo e Maria